Buscar
  • Comunicado ao Mercado

Petrobras vende distribuidora no Uruguay e abre as propostas pelo Temadre

A Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras (#PETR3, #PETR4), em continuidade ao comunicado divulgado em 4 de fevereiro de 2020, informou em 02 de outubros de 2020 que sua controlada indireta Petrobras Uruguay Sociedad Anónima de Inversiones (PUSAI), assinou hoje com a DISA Corporación Petrolífera S.A. (Disa), contrato para a venda da totalidade de sua participação na Petrobras Uruguay Distribuición S.A. (PUDSA), no Uruguai.

O valor da venda foi de US$ 61,70 milhões, a serem pagos em duas parcelas, US$ 6,17 milhões na assinatura do contrato e US$ 55,53 milhões no fechamento da transação, sem considerar os ajustes devidos.

O fechamento da transação está sujeito ao cumprimento de condições precedentes, tais como a aprovação pela Autoridade Uruguaia de Defesa da Concorrência.


Sobre os ativos no Uruguai


No Uruguai, a Petrobras atua, por meio da PUDSA, no mercado de distribuição de combustíveis e lubrificantes, com um portfólio de ativos que inclui uma rede de 90 estações de serviços, sendo 88 em operação, 16 lojas de conveniência, um terminal logístico de lubrificantes, além de uma planta de QAV, sendo a segunda maior distribuidora de combustíveis do país. Também atua na distribuição de fertilizantes líquidos, por meio de dois terminais logísticos de armazenamento, sendo a maior comercializadora do país. Em termos de logística, ainda conta com vários pontos de entrega localizados nos principais portos públicos do país.


Sobre a DISA


O Grupo DISA é o maior operador independente de distribuição de combustíveis da Espanha, administrando a quarta maior rede de estações de serviços do país. Possui um portfólio abrangente de produtos e serviços energéticos, que vão desde os combustíveis tradicionais à geração e comercialização de energia elétrica de fonte.



Abertura de Propostas pelo Terminal de Regaseificação de GNL da Bahia


A Petrobras, em continuidade aos comunicados divulgados em 03/08/2020 e 29/09/2020, informa que foi realizada, em 30 de setembro de 2020, a Sessão Pública presencial para abertura das propostas comerciais dos licitantes interessados no arrendamento do Terminal de Regaseificação de GNL da Bahia (TR-BA) e instalações associadas, tendo comparecido as seguintes empresas:


• BP Energy do Brasil LTDA: Registrou o pedido de postergação de abertura de propostas comerciais para eventualmente sanar pendências e consignar que pretende apresentar as suas respostas ao questionário de integridade para permitir a Petrobras a graduação de risco de integridade da empresa. Na oportunidade, a BP informou que a proposta comercial a ser apresentada seria indicativa e não vinculante, não tendo assinado a declaração de atendimento aos requisitos do edital, documento essencial do processo licitatório. Diante de tais fatos, não foi recebida proposta comercial.


• Compass Gás e Energia S.A.: Apresentou carta de declínio de apresentação da proposta comercial. Além disso, informou que já enviou o formulário de integridade respondido para a Petrobras e corrobora com a importância do compliance e avaliação da graduação de risco de integridade da empresa.


• Golar Power Comercializadora de Gás Natural LTDA: Registrou a sua oposição ao pedido realizado pela BP por entendê-lo contrário aos termos do Edital e registrou que encaminhará questionário de integridade para permitir a Petrobras a graduação de risco de integridade da empresa e corrobora com a importância do compliance e avaliação da graduação de risco de integridade da empresa. Foi recebida proposta comercial.


No âmbito das etapas de verificação de efetividade, com vistas a garantir o alinhamento com os requisitos do Edital e habilitação, foram verificados os requisitos de integridade/conformidade, tendo sido atribuído Grau de Risco de Integridade (GRI) alto para a empresa Golar Power Comercializador de Gás Natural LTDA, implicando sua desclassificação do certame com base nos itens 5.1.1 e 10.6.4 do Edital.

O processo licitatório entra agora em sua fase recursal. Caso o certame seja encerrado sem que propostas válidas tenham sido obtidas pela Petrobras, a companhia realizará novo processo licitatório.


Sobre o terminal


O TR-BA consiste em um píer tipo ilha com todas as facilidades necessárias para atracação e amarração de um navio FSRU (Floating Storage and Regasification Unit) diretamente ao píer e de um navio supridor a contrabordo do FSRU. A transferência de GNL é feita diretamente entre o FSRU e o supridor na configuração side by side. A vazão máxima de regaseificação do TR-BA é de 20 milhões m³/d (@ 1 atm e 20°C). O FSRU não faz parte do processo de arrendamento do TR-BA.

O gasoduto integrante do terminal possui 45 km de extensão e 28 polegadas de diâmetro, interligando o TR-BA a dois pontos de entrega, a Estação Redutora de Pressão de São Francisco do Conde e a Estação de Controle de Vazão de São Sebastião do Passé.

Estão também incluídos no escopo da transação os equipamentos para geração e suprimento de energia elétrica localizados no Terminal Aquaviário de Madre de Deus (TEMADRE), integrantes do TR-BA.



#PETR3 #PETR4 #ComunicadoAoMercado

11 visualizações
 

Contato

Seguir

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter

www.comunicadoaomercado.com.br

©2020 por Comunicado Ao Mercado.

Todas as informações contidas neste site são públicas e divulgadas através dos Sites de Relacionamento com Investidores das próprias empresas.